A dança das cadeiras pós-PGL Major Kraków

A dança das cadeiras pós-PGL Major Kraków

Durante todo o ano, o mundo profissional de CS:GO sofre de uma certa saturação de torneios. Apesar de contar com apenas dois Majors por ano, no valor de 1 milhão de dólares cada, os players e as organizações preenchem suas agendas com diversos torneios menores para garantir uma fonte de renda mais estável.

Em um cenário saturado como este, a offseason, as “férias” do competitivo, é essencial para jogadores e organizações. Para os jogadores, esse período é importante para descansar, identificar falhas na equipe, analisar o crescimento de times adversários e criar novas estratégias. Já para as organizações, a offseason é extremamente importante para realizar mudanças na equipe, sejam elas por baixo rendimento, falta de entrosamento com demais jogadores eou peso na folha salarial.

Com uma offseason logo após o PGL Major Kraków 2017, as organizações buscam talentos e revelações do torneio para se fortalecerem nesse próximo semestre. A seguir, listamos as principais transferências já confirmadas e as especulações dos principais times para o próximos semestre de CS:GO.

Natus Vincere (Na’Vi)

– Guardian (confirmado)
– Andi – coach (confirmado)

+ Zeus (confirmado)
+ Kane – coach (confirmado)

Natus Vincere é um time que dispensa apresentações. A organização, que contava praticamente com a mesma equipe desde 2013, sentiu que estar no TOP 3 do mundo não era o suficiente, e no ano passado, dispensou o In-Game Leader, Zeus, para a chegada do jovem talento s1mple. Desde então, no entanto, a equipe tem enfrentado dificuldades para encaixar um estilo de jogo, conquistando apenas o título da ESL New York 2016, no ano passado.

Para tentar resolver a falta de liderança, Seized assumiu o papel de In-Game Leader, o que acabou afetando demais o seu desempenho como fragger. Depois de um ano catastrófico e decepcionante, a Na’Vi decidiu apostar na reformulação da equipe com a saída de Seized e Guardian, mantendo os dois jovens talentos flamie e s1mple e o experiente Edward.

No entanto, numa incrível reviravolta, Zeus (que havia sido kickado no ano anterior) está de volta, graças a um desentendimento com a organização e jogadores da Gambit. E com a volta do IGL, a Natus Vincere decidiu trazer de volta o jogador Seized, que havia sido removido do time há alguns dias.

Além de Zeus, o coach Kane (ex-Gambit), também está vindo para assumir o papel de treinar a equipe. A organização ainda ofereceu Andi, que possui histórico de confiança e lealdade no time, sua posição de volta como analista, mas ele optou por continuar sua carreira como coach em outra organização, colocando-se no mercado.

O mais impressionante aqui é a volta de Zeus, que havia acabado de conquistar o último PGL Major Kraków 2017 com a equipe da Gambit. Fontes próximas ao jogador comentaram que a saída dele foi motivada pela diretoria e demais jogadores exigirem a saída do coach Kane, que na visão deles, não atendia as demandas do cargo. Zeus é amigo de longa data do treinador, e comentou que não continuaria no time sem a presença dele, o que culminou na saída dos dois. Resta ver o que a Gambit vai fazer para preencher o espaço deixado por ambos.

FaZe Clan

– allu (confirmado)
– kioShiMa (especulação)
+ Guardian (confirmado)
+ olofmeister (especulação)

FaZe Clan é uma organização absurdamente popular, principalmente por seus feitos no cenário de Call of Duty. Memes de lado, a equipe formada por players de diferentes nacionalidades tem se mostrado altamente competitiva, chegando a ter ocupado o 2º lugar no rank mundial. Entretanto, todo o desempenho recente foi ofuscado por dois motivos: a incapacidade de vencer partidas contra a SK Gaming, considerada a melhor equipe atualmente, e o péssimo desempenho no PGL Major Kraków 2017, quando foi eliminada na fase de grupos com 3 derrotas em 3 jogos.

A saída de allu não foi bem vista pela comunidade, pois o awper estava demonstrando resultados e performance melhores do que kioShiMa (support) e karrigan (In-Game Leader). Porém, a FaZe e alguns jogadores relataram que o fator desempenho não foi o principal motivo para a saída dele, e que há questões de relacionamento envolvidas. O fato é que qualquer grande organização gostaria de incluir Guardian em seu time. Apesar de allu não ter demonstrado baixo rendimento nos últimos meses, Guardian é um awper mais eficiente, caso consiga se encaixar com a equipe. Vamos ver como karrigan irá trabalhar com essa nova peça.

Quanto a saída de kioShiMa, este seria um movimento mais arriscado. KioShiMa é considerado, por muitos, o melhor support player do jogo. A vinda de olofmeister consagraria a formação definitiva de um time all-star, sacrificando o jogador rain para a posição de support, deixando o papel de carregar o time para olofmeister e niko.

North

– Magisk (confirmado)
+ valde (especulação)

A saída de Magisk causou um pouco de confusão na comunidade, especialmente pelo alto desempenho e consistência dele. A antiga line-up da Dignitas deixou a organização para representarem a North, mas desde então, a equipe tem tido desempenho muito variado e encontrado dificuldades para se estabilizar entre os melhores times. Apesar disso, Magisk foi a figura principal para o seu crescimento, e sua saída da equipe ainda não é muito bem compreendida. Porém, é conhecido que Magisk tenha algumas questões complicadas em relação ao seu comportamento: visto por muitos players e comunidade como um jogador tóxico, esse pode ser o principal motivo de sua saída.

A chegada de valde, que apesar de jovem, se trata de um jogador experiente em LAN, seria algo muito bem visto pelos atuais jogadores da North, que chegaram a jogar com ele durante a época da Dignitas. Atualmente, o jogador está sem time, uma vez que seu contrato com a organização Heroic, expirou em julho e nenhuma das partes concordaram em uma renovação.

Fnatic

– olofmeister (especulação)
– dennis (especulação)
+ Golden (especulação)

Olofmeister e dennis podem estar de saída de uma das organizações de maior sucesso no CS:GO. Após um período vitorioso, a antiga Fnatic decidiu trocar pronax por dennis, parceiro de olofmeister na antiga LGB e considerado um dos melhores jogadores de pistol.

Com alguns altos e baixos, a organização decidiu por uma troca com outra equipe sueca, GODSENT, para tentar melhorar os dois times. Infelizmente, o movimento não deu certo e, pouco tempo depois, a troca foi desfeita.

Mesmo tendo obtido alguns resultados melhores, a Fnatic parece não reencontrar os tempos de glória em 2017. Com isso, surgiram especulações de que a organização fará mais uma mudança. O já considerado melhor do mundo, olofmeister, estaria de saída para a FaZe e dennis seria envolvido em uma troca com a GODSENT. Não se sabe muito sobre quem poderia chegar, mas Golden da Fnatic Academy, jogador da própria base, poderia assumir a posição no time principal.

Mousesports

– Denis (confirmado)
– lowel (confirmado)
+ Styko (confirmado)
+ Sunny (confirmado)

Após a saída de Niko, a equipe passou por uma montanha russa em termos de desempenho, mas graças aos veteranos ChrisJ e Oskar, e a chegada do jovem talento Ropz, a Mousesports conseguiu alguns bons resultados e atualmente ocupa a 17ª posição no ranking mundial. Denis já não demonstrava rendimento há algum tempo na equipe, e está fora. Já o jogador lowel, apesar de ter uma performance mais estável, também parecia não acompanhar os demais da equipe. Styko, da Hellraisers, e Sunny, da Penta, demonstraram ótimo desempenho nos últimos meses, especialmente Sunny, que conseguiu levar sua equipe  para o PGL Major Kraków 2017. A Mousesports com certeza sai mais forte com essa mudança.

Optic

– Hazed (confirmado)
+ friberg (especulação)
+ yel (especulação)

Há alguns meses, Optic era considerada a melhor equipe norte americana, e proporcionava bons desafios para os melhores times do mundo. Porém, parece que alguma praga ou macumba afetou a equipe e, ultimamente, estão com dificuldades para se firmar no cenário internacional, perdendo até a superioridade na região para a Cloud9.

[Atualizado 11/08] – Parece que a Optic decidiu por manter Mixwell no time, e portanto, a única saída confirmada é a de Hazed

Já Hazed tinha atuado como substituto para a Optic em abril desse ano, e parece ter se encaixado bem com a equipe na época. Entretanto, parece que a organização não sente que pode esperar muito do jogador, e decidiu removê-lo da line-up.
Ainda não se sabe quem pode chegar na Optic, mas alguns dos nomes que surgem são friberg, ex Ninjas in Pyjamas, e yel, brasileiro e awper da Luminosity Gaming.

Friberg é um entry-fragger com grande experiência internacional, fluência em inglês e disposto a se mudar para os Estados Unidos. Sem dúvida a aquisição dele seria algo extraordinário para qualquer equipe da região. Já yel, é cotado na equipe por ser um awper consistente e confiável, além de ter facilidade de comunicação em inglês, o que o ajudaria a jogar em outros times que não sejam compostos apenas por brasileiros. Mas, com a chegada de chelo e NEKIZ na Luminosity, o time fica mais forte, deixando yel cada vez mais longe dos norte americanos.

Há mais movimentos em outros times tier 2 e tier 3, mas os citados acima são considerados os mais importantes do cenário e que, provavelmente, serão os mais impactantes nesse segundo semestre de CS:GO. Fiquem ligados nessa offseason, porque a partir de setembro o CS:GO está de volta, mais agitado do que nunca.

  1. Eu realmente acho que tava na hora do Allu ser chutado para a adição de um awper mais eficiente. Esse periodo de folga vai servir pra deixar os jogadores mais confortáveis, ver suas famílias, e repensar um pouco no que querem das suas carreiras no CS.

    Agora resta ver se esses movimentos vão ser bem sucedidos ou não!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *