A janela de transferência pelo mundo: SKT reformulada, Bang na 100T, Fla com reforços e mais

A janela de transferência pelo mundo: SKT reformulada, Bang na 100T, Fla com reforços e mais

O ano de 2019 será bem diferente para o competitivo de League of Legends, tanto nacional quanto internacional. O patch da pré-temporada trouxe algumas mudanças para mecânicas conhecidas, a LCS EU adotou o sistema de franquias e ficou 100% mais zica, mas é a janela de transferência que está roubando a cena na última semana.

Com alterações nos principais times coreanos e gratas surpresas pelo ocidente, confira as mudanças divulgadas na última semana pelas equipes ao redor do mundo:

Coreia renovada

A KT Rolster deu o ponta pé inicial na onda de saídas das equipes coreanas. O suporte Mata foi o primeiro a deixar o time no dia 13, seguido pelo seu duo Deft, os midlaners PawN e Ucal e o jungler Rush. A situação da atual campeã da LCK pode ficar ainda pior nos próximos dias, com os contratos de Smeb e Score expirados.

Esperadas mudanças atingiram também a SK Telecom T1. Na terça-feira (20) a equipe publicou no twitter que, se é pelo bem da nação, Faker fica para a temporada de 2019, junto de Effort e Leo, mas não antes de anunciar a saída de sete membros: Thal, Untara, Pirean, Blossom e o trio Blank, Bang e Wolf. Por outro lado, Khan, Clid, Haru, Crazy e Teddy são os reforços da SKT para a temporada, com destaque para o ótimo topo da Kingzone. Falta apenas decidir o rumo dos treinadores kk0ma, PoohmanDu e Bengi, cujos contratos expiraram.

A próxima na fila dos desesperados? Kingzone DragonX. Hoje, o único sobrevivente do plantel é o selva Cuzz, com todos os outros jogadores deixando o time ou com contratos expirados no dia 19 de novembro. Khan, Peanut, PraY e GorillA estão oficialmente fora, enquanto que o status de Rascal e Bdd, e dos técnicos Hirai, Supreme e ActScene, é desconhecido.

A última equipe coreana que passa por apuros é a Gen.G. Se esperava muito da Samsung Galaxy após a conquista do Mundial 2017, mas o máximo que ela conseguiu foram dois quintos lugares na LCK com dois nomes diferentes, primeiro KSV e depois Gen.G. Com isso, Ambition, Crown, Haru, CoreJJ e Mong não disputarão a próxima etapa por eles, mas com CuVee (topo), Fly (meio), Ruler (atirador) e Life (suporte) ainda garantidos, o estrago pode não ser tão complicado.

Alto índice de free agents na Coreia, com previsão de chuva de anúncios nos próximos dias.

Ocidente com grandes reforços

O ocidente pode estar ainda adormecido, mas morto não está. Depois de anunciar a entrada do cantor Drake como sócio em outubro, a 100 Thieves fez uma importação ambiciosa: Bang será a dupla de Aphromoo para a temporada 2019. Além do lendário ex-SKT, o pouco empolgante anúncio de Huhi foi feito no dia 20, junto da prorrogação do contrato de Ssumday até 2020. De desfalques, apenas Ryu, que se torna técnico assistente para a equipe, e Cody Sun.

A Team Liquid também mexeu seus pauzinhos para tentar reparar suas últimas performances fracas em palcos internacionais, e já tem dois reforços de peso: o ex-Gen.G CoreJJ, que substitui Olleh como o duo de Doublelift, e o meio Jensen, que brilhou pela Cloud 9 nos últimos anos.

Do outro lado do Atlântico, enquanto os holofotes se voltam para as novidades da League of Legends European Championship (LEC), rumores indicam a formação (mais) um super time europeu. Fontes da ESPN informaram que a G2 está na cola de Caps para sua rota do meio, e está disposta até a colocar Perkz, seu meio atuante, na posição de atirador se isso se concretizar. Outro nome sondado pela equipe é o de Mikyx, suporte da Misfits cujo contrato expirou nos últimos dias. A liga já chegou até a final do Mundial em 2018, será que as franquias e um novo super team podem levar a taça de volta para Europa?

E por falar em Misfits, além da possível saída de Mikyx, Sencux e Jesiz, com contratos expirados, o topo Alphari deu adeus ao time. O francês SoaZ foi anunciado como substituto do jogador, e Febiven também ingressa na equipe em busca do título da LEC.

Já na nossa terrinha, as novidades ficam por conta do Fla eSports. Jordan “Grey” Corby é o novo técnico dos rubro-negros, tendo atuado anteriormente na LMS e na TCL sem grandes resultados, e Robo deixou a CNB para ocupar o topo do Fla. Ao mesmo tempo, tanto Jisu quanto Esa foram liberados da equipe, enquanto Shrimp teve o contrato renovado e fica em São Paulo. A equipe está de fora da Superliga ABCDE, então o desempenho das novas peças ficaram em segredo por enquanto.

A dança das cadeiras está a todo vapor, da Coreia ao Brasil.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *