CBLOL e seus picks “sebosos”

CBLOL e seus picks “sebosos”

Autor convidado, DarkCalise

Depois de um CBLOL marcado pela taxa de vitória catastrófica do campeão Varus, que acabou a fase de pontos do CBLOL com apenas duas vitorias de quinze partidas disputadas. Vimos a grande parte do público atacando os times que optavam por escolher o campeão, enquanto os casters sempre tentando lembrar que apenas no CBLOL o campeão não ganhava, mas no final das contas as estáticas não valiam de nada, já que o campeão não emplacava na mão de nenhuma equipe.

Tudo isso acabou gerando um certo odio do público com o campeão, e frases como “free win”, “insta lose” e o mais carinhoso “pick seboso”, começarem a aparecer nos chats das streams e em tweets, até chegar ao ponto de torcedores atacarem proplayers, coachs e organizações no twitter quando o campeão aparecia no draft. Foi assim até o final do campeonato, mesmo com o campeão tendo resultados bem melhores durante os playoffs.

Se no primeiro split o campeão “seboso” foi o Varus, nesse split já temos um novo campeão para ficar de olho para herdar esse gentil e carinhoso nome: a Taliyah. A linda surfista de pedras é no momento o campeão com a maior taxa de vitória na soloq coreana, após mudanças que reduziram seu impacto no meio e à levaram para a selva, mas que, infelizmente, já amarga quatro derrotas em quatro partidas disputadas só nessa primeira semana de CBLOL.

Isso acaba causando um certo estranhamento por parte do público, que pode justificar as derrotas por ela não estar na rota que “deveria”, coisa que nesse patch felizmente acaba sendo relativo pelas escolhas anormais na rota inferior. E por isso mesmo estou aqui falando sobre ela, pois acredito que a Taliyah na selva não é um pick estranho que logo será abandonado quando os patchs forem entrando no competitivo.

Com a mudança na selva, campeões que possuem um forte nível dois ganharam muita prioridade, assim como aqueles que limpam rápido seus campos e que tem um bom controle do rio. A Taliya se encaixa nesses três principais pontos, e vai além: na selva ela é muito mais efetiva utilizando sua passiva de velocidade de movimento, seu nível seis ganha uma força maior do que quando estava no meio, e no decorrer da partida ela se transforma na mesma Taliyah de antes, um campeão que nas lutas é uma máquina de DPS e controle de grupo, que pune muito splits e que assegura objetivos com sua parede.

Essa expressividade tem sido melhor demonstrada nas ligas internacionais: até o momento o campeão aparece quase 100% banido, tanto na liga chinesa quanto na coreana. Ainda que ela não tenha emplacado na primeira semana do CBLoL, é preciso observar melhor sua expressividade nas principais ligas antes de qualquer apontar de dedos, ou que ela chegue a uma situação tão sebosa quanto a do Varus no início do ano. O meta vai muito além do que é jogado no nosso competitivo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *