Iron Hawks contra tudo e contra todos

Iron Hawks contra tudo e contra todos

Não foi só o CBLoL que veio com mudanças para 2018. O Circuito Desafiante está voltando no dia 19 de fevereiro, e apesar de ainda seguir o formato Md2, o torneio agora só possui duas vagas para a liga principal: o primeiro colocado é classificado automaticamente e o segundo disputa uma vaga com o 7º colocado da Escalada do CBLoL.

Como se disputar apenas duas vagas já não fosse difícil o suficiente, olhar as equipes do Circuitão e seus integrantes assusta mais ainda, a começar pelo Flamengo eSports e seu time de lendas, com brTT, esA, EvroT, SirT e o coreano Jisu. Além disso, ainda vem para campo a Operation Kino com Aoshi, uma IDM Gaming entrosada – que já derrotou o Fla uma vez – e a volta de Nyu na TSHOW, o grande nome quando a equipe subiu para o CBLoL.

Entre eles, também se encontra a vice-campeã da etapa passada, Iron Hawks, que por pouco não conseguiu chegar no próximo nível. Comandados pelo veterano Alocs, os Falcões foram abatidos na final do Circuito Desafiante 2017 pela Kabum, que já mostrava lapsos da dominância que exerce hoje no CBLoL, e, na Série de Promoção, não conseguiram passar pela antiga formação da Keyd, que garantiu sua estadia na primeira divisão com um 3×0.

(Divulgação / Riot Games)

O que se seguiu foi uma reformulação quase que completa na equipe de Curitiba, com Alocs, Brother e Chavoso, que ajudaram a levar a Iron Hawks à Série de Promoção, seguindo seu rumo e deixando Caos e Klaus na corrida pelo ouro. Para somar aos dois, eles apostaram em refrescar o cenário e trazer 8 caras novas, com grande ênfase no “novas”.

Caos, que já jogou no CBLoL em 2016 pela RED Canids, terá de fazer um trabalho rápido para transferir sua experiência e entrar em sintonia com os novatos, já que de todas as contratações, a de maior experiência foi a de Henrique “xanad0” Schoenardie, reserva de Takeshi em 2017 e que tem a difícil missão de substituir Chavoso na equipe.

Praticamente todos os outros anunciados pela equipe trilharam as classificatórias para o Desafiante e outros torneios Tier 3, como a dupla reserva da rota inferior Sergio “Killuard” Ligocky e Thalis “Sora” André e o rota do topo Bruno “Kennedys” Garcia, este de apenas 17 anos. Um de seus analistas, Bernardo “Kuma” Louzada entra para o competitivo com apenas 15 anos de idade.

Com um trajeto que se torna mais difícil a cada semana, culminando no duelo contra o Fla eSports na terceira, os Falcões já precisam mostrar o resultado de seus treinos com a nova equipe e comissão técnica logo de cara, contra a TSHOW. Repetir a campanha passada será um desafio, tanto pessoal para cada membro da IHKS quanto para a equipe como um todo. É a Iron Hawks, contra tudo e contra todos, em busca da vaga para o CBLoL 2018.

(Divulgação / Riot Games)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *