MSI 2018 – A dominação russa no Grupo A da Fase de Entrada

MSI 2018 – A dominação russa no Grupo A da Fase de Entrada

A primeira competição internacional do calendário oficial da Riot Games chegou ao seu terceiro dia. Com o término das duas rodadas de jogos do grupo A da Fase de Entrada, o MSI 2018 vem embalando as tardes de Berlim (manhãs no fuso horário brasileiro) e se mostrando uma caixinha de surpresas.

Se altas expectativas e atuações duvidosas já marcaram os dois primeiros dias da primeira fase da competição, que contou com invencibilidade russa e turca, decepção brasileira e grandes duelos envolvendo as equipes latino americanas, o terceiro dia de disputas trouxe a definição do primeiro desafiante ao acesso para o main stage. Após 12 partidas, todas melhor de um com ida e volta, o grupo A viveu momentos de incerteza e só foi encontrar seu representante nas últimas partidas do sábado, dia 05.

No dia de abertura do MSI 2018, o destino do grupo parecia definido. Superando as expectativas, até então baixas devido à atuações fracas no Mundial 2017 que não correspondiam com as performances domésticas, a representante da LCL, Gambit, abriu a rodada de jogos “de ida” com um sonoro 3 a 0 e mostrando um nível próximo ao apresentado dentro de sua região.

Sem dificuldades, a equipe russa passou por Ascension Gaming, Rainbow7 e Kaos Latin Gamers com drafts diferenciados – estreando as escolhas de Karthus e Nocturne no torneio – e bastante ousadia e agressividade na criação de jogadas. A segunda rodada da Gambit começou com um tropeço contra a Ascension onde a equipe da GPL surpreendeu o mundo e mostrou que não seria apenas um saco de pancadas apesar do 0-3 no primeiro dia de MSI

Você pode acompanhar um pouco mais sobre o primeiro dia de disputa do Grupo A e B no Around The Rift #58 – Especial MSI (Dias 1 e 2) 

O agito do grupo veio por parte das equipes latino americanas. KLG e R7 lutaram até o último momento para buscar a classificação, com a segunda tendo chances de forçar uma partida de desempate. Enquanto a Kaos Latin Gamers só dependia de si mesma para avançar, a vizinha do norte Rainbow7 precisava de uma combinação de resultados – um tropeço dos russos e as 3 vitórias – para lutar pela vaga após uma partida de desempate. As equipes chegaram para o terceiro dia de MSI em momentos diferentes e tiveram uma segunda rodada de jogos completamente oposta.

Nossos vizinhos da CLS haviam tido um primeiro dia de competição fantástico, com uma vitória sobre a rival R7 no “clássico LATAM” coroando as grandes performances da ida. Isso não se repetiu nos jogos de volta, onde a equipe chilena amargou 3 derrotas e péssimas atuações. Em contrapartida, os representantes da LLN, que haviam tido um primeiro dia confuso e repleto de erros, começaram as séries de volta embalados e com grande esperança de avançar na competição após a derrota da Gambit na primeira partida do dia. A Rainbow7 tinha o jogo decisivo contra a mesma Gambit, valendo o empate na tabela para os latinos e a classificação para os russos. Apesar de ótimas atuações do atirador Whitelotus, a equipe mexicana parou na representante da LCL, parcialmente devido a uma performance pífia do caçador Oddie, cravando a equipe russa como a representante do grupo A.

A Gambit agora avança para a disputa de uma série melhor de 5 onde, após sorteio, duelará contra Flash Wolves (LMS) ou EVOS (VCS) por uma vaga na segunda etapa do MSI 2018, a Fase de Grupos.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *