MSI 2017 – Dia 02 – O grupo de surpresas

MSI 2017 – Dia 02 – O grupo de surpresas

Cercado de dúvidas, o grupo B da Fase de Entrada estreou considerado uma caixinha de surpresas nesse MSI 2017. Com representantes da América Latina, CEI (Comunidade dos Estados Independentes) e Sudeste Asiático, o segundo dia do MSI começou tranquilo, em comparação ao dia inaugural.

A movimentação do público foi bem menor do que no primeiro dia, podendo ser justificada pela ausência da representante brasileira, a RED Canids, nas partidas do dia. Faltando apenas 30 minutos para o início da transmissão, cerca de 200 pessoas já estavam presentes, o que representa menos da metade da capacidade do estúdio.

Abrindo o dia, tivemos o embate de Virtus.Pro e Lyon Gaming. O duelo entre o grande campeão russo e o OITO vezes campeão da Liga Latino-americana do Norte era o mais esperado, afinal tratava-se do duelo entre o time que bateu a primeira equipe wildcard a sair da fase de grupos de um Mundial contra a equipe que sempre marcou presenças em torneios wildcards, dando bastante trabalho para as outras equipes de regiões emergentes.

Os russos começaram no MSI já apresentando um draft curioso. Na última rotação de sua fase de escolha o suporte SanTaS surpreendeu a todos com um pick de Blitzcrank, escolha que já havia feito contra a Gambit Gaming, em partida válida pela temporada regular da LCL. A escolha, inclusive, ajudou a garantir o firstblood para a equipe russa com menos de 10 minutos de jogo. Um ritmo caótico tomou conta do jogo ainda nos 20 minutos iniciais e perdurou até o final, confirmando a partida mais longa do MSI 2017 até o momento. O caos estava presente desde as decisões dos times até as habilidades gastas pelos jogadores dos dois lados, diversos flashs ofensivos, teleportes precoces e um final de jogo tão confuso e rápido que mal foi captado pelos observadores do modo espectador.

A segunda partida do dia foi o embate entre os representantes do sudeste asiático, a Marines Gaming (também chamada de Gigabyte Adonis Marines), contra os sul-americanos da Isurus Gaming.

Logo na fase de escolha, surpresas dos dois lados. Escolha de Nidalee, para a Isurus, e uma composição curiosa para a Marines, escolhas de Kennen topo, Zilean meio e uma rota inferior composta de Ziggs e Lulu. O jogo seguiu a formula da primeira partida do dia e foi completamente caótico, porém sempre esteve em controles da Marine Gaming. Os asiáticos mantiveram a vantagem durante a partida e, apesar de ceder alguns objetivos e diversos abates, conseguiram superar a Isurus Gaming.

Pouco antes das 18 horas, deu-se início à terceira partida, o embate entre Virtus.Pro e os recém derrotado sul-americanos da Isurus Gaming. A partida foi bastante equilibrada em número de abates durante grande parte do jogo, porém com maior controle de objetivos pelo time da Virtus.Pro. O rota meio Paranoia, principal jogador da Virtus.Pro, repetiu a escolha de Taliyah e teve outra boa atuação com a campeã, agora resultando na vitória do seu time.

O duelo entre Marines Gaming e Lyon Gaming prometia, as atuações anteriores das duas equipes tiveram bons momentos, porém não convenciam até o momento. O jogo começou de maneira confusa para os representantes do sudeste asiático que, durante boa parte da partida, permaneceram atrás da equipe mexicana. Após diversas jogadas de extremo conhecimento e execução perfeita, vide Barão executado às escuras, feito no limite da visão da Lyon Gaming e sem alertá-los, os jogadores da Marines conseguiram encaixar lutas em sequência e levar o jogo.

Possivelmente a partida mais esperada do dia, o duelo entre as regiões irmãs, LAN e LAS, foi marcado por extremo domínio da equipe do norte. A Lyon Gaming, que permaneceu no rift após o duelo contra a Marines, atropelou os adversários sul-americanos sem grandes problemas. Destaque para o estilo de jogo e composição da equipe mexicana que contava com muita proteção para o adcarry WhiteLotus e extrema agressividade durante toda a partida.

A última partida do dia foi decisiva. Os russos da Virtus.Pro enfrentaram os vietnamitas da Marines Gaming, em uma partida que valia a invencibilidade da última, e acarretaria na Marines isolada no topo ou um empate triplo na tabela. Foi então que os representantes do sudeste asiático mostraram que não deveriam ser considerados os underdogs do grupo B.

Com escolhas inesperadas, como Sona suporte e Kennen atirador, a Gigabyte Adonis Marines conseguiu bater os russos com grandes atuações do seu rota meio, e starplayer, Optimus, de seu rota topo Stark, que com suas ultimates de Rumble conseguia mudar completamente lutas, favorecendo a Marines, e sua suporte Archie que, com uma escolha considerada fraca e, talvez, fora de meta, fez grandes jogadas e ajudou seu time chegar à vitória.

Benjamín “emp” Ramírez e Diego “QQMore” Apablaza, jogadores da Isurus Gaming, durante a coletiva de imprensa.

Quando entrevistados após os jogos, jogadores das duas equipes, Gigabyte Adonis Marines e Virtus.Pro, adotaram discursos parecidos, focado em mudanças e melhorias para o próximo dia de disputa dos grupos.

O rota meio da VP, Paranoia, reconheceu os erros da equipe, assumiu a responsabilidade por chamadas erradas da equipe e disse o que poderia ser evitado durante a partida contra a Marines, erros que acarretaram na vitória dos representantes da GPL.

Os vietnamitas, que passaram invictos pelo primeiro dia de jogos, declararam que estavam preparados para vencer as três partidas do dia, porém que cometeram diversos erros no decorrer dos jogos. Eles afirmaram que estão focados para o próximo dia de disputa, deixando de lado a ansiedade pela próxima fase do MSI e pensando em trilhar o caminho até o Rio de Janeiro passo a passo, sem pressa.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *