O 2017 dourado de Justin Wong

O 2017 dourado de Justin Wong

Autor: Moreno Valério

Justin Wong é certamente uma das maiores lendas da Fighting Game Community.Chegando aos seus 31 anos, 16 de sua carreira profissional, muitos podem se perguntar o que ele ainda almeja nos campeonatos que disputa. A resposta é simples e uma só: o título.

Mesmo com as discussões de reflexos diminuírem por volta dos 25~26 anos, Jwong  – junto com outros veteranos – mostra que a história não é bem assim. Nos últimos meses, Justin tem se mostrado um dos mais constantes lutadores em Street Fighter V.

Não é difícil de vê-lo nos top 10 das mais diversas competições, e nessa história, sobrou até para os brasileiros. Recentemente em um campeonato disputado na Argentina  – o Buenos Aires True Salt 2017 – Justin levou a melhor e foi campeão do torneio. Deixando dois brasileiros para trás no top 5 – Brolynho e, na final, HkDash – somando assim, mais pontos para na Capcom Pro Tour, que o levará com toda a certeza, para a Capcom Cup, em dezembro.

Dos 16 torneios de Street Fighter 5 que disputou em 2017, Justin não chegou no top 32 apenas em um, ficou entre décimo e vigésimo em quatro, terminou um em nono colocado e os dez restantes ficou no top cinco, conseguindo vencer três destes. E a consistência não para por aí: o americano ainda varia pouco seu personagem, atualmente usa principalmente a Karin, seguida de Chun-Li com alguns picks ocasionais de Cammy ou Ed (este que foi lançado no meio da temporada).

Sendo assim, Justin se mostra um estudioso do jogo, que não procura mudar o personagem conforme a maré muda a seu favor. Afinal, Street Fighter V já mostra algumas novidades nas temporadas de competições oficiais: o balanceamento por temporadas. Muito do que se era jogado em 2016, na primeira temporada, de personagens a modo de jogo,  mudou em 2017, seja por balanceamento, correções ou alterações nas recompensas de risco.

Resultado de imagem para justin wong

Jwong continua sendo sempre um nome que gera respeito a qualquer campeonato. Mesmo que possa haver outros favoritos, ninguém seria louco de descartar o veterano como candidato a levar um título. E boa parte da sua constância pode ser vista em outros jogos também. No mesmo torneio em Buenos Aires, Justin garantiu o terceiro lugar em Tekken 7 e o segundo em Ultimate Marvel vs Capcom 3.

No jogo de luta em 3D, Wong participou em outros dois torneios esse ano, sempre ficando no top 5. Já no game que é quase sinônimo de Justin, o famoso “Mahvel”, o retrospecto não é tão positivo, embora mesmo afirmar isso no caso de Justin não significa dizer que é ruim.

Proporcionalmente abaixo do aproveitamento de 2016, quando participou de oito grandes torneios, sendo campeão em dois e sempre figurando no top 8, esse ano ele disputou apenas metade, e Justin só ficou entre os oito primeiros justamente nesse campeonato argentino. Nos outros três, incluindo a EVO, o americano não figurou entre os oito melhores. Reflexo, talvez, do fim do ciclo do jogo, já que Marvel vs Capcom Infinite está virando a esquina (lançamento acontecerá dia 19 de setembro)  e o preparo e dedicação tenha diminuído já pensando no que vem por aí. Assunto que abordaremos aqui também.

Após olhar os números de Justin, algumas coisas podemos concluir. A primeira e mais óbvia, é de que ele conseguirá seu lugar na Capcom Cup em dezembro (para conseguir uma vaga na disputa, é preciso somar pontos em campeonatos específicos ao longo do ano), visto que não só ele disputa diversos desses torneios, mas como pontua quase sempre e geralmente em uma boa colocação. A segunda é de que ele com certeza começará forte no novo Marvel, até porque já treina o novo jogo, pois recebeu uma cópia de early access (e você pode acompanhar em suas streams). A terceira é que Justin parece compreender os diversos jogos de luta que existem:  além de mandar bem em Tekken 7, já foi campeão de Killer Instinct e chegava a assustar em Mortal Kombat.  Não é a toa que ele está há mais de 15 anos em atividade e em alto nível. Pode ter certeza que ainda veremos muito de Justin esse ano.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *