Team Liquid aniquila C9 na final da NA LCS

Team Liquid aniquila C9 na final da NA LCS

Depois de vencer o primeiro split, a Team Liquid voltou à final da NA LCS para defender seu título. Enfrentando uma Cloud9 que surpreendeu nas últimas semanas, os atuais campeões vieram com força total para cima da tradicional equipe de Sneaky. Liderados por Doublelift, a TL consolidou sua dominância no cenário norte americano de LoL.

JOGO 1 – Campeões inesperados, resultado previsível

A melhor de cinco começou com surpresas na seleção de campeões. Hecarim e Twitch apareceram nas mãos de Blaber e Sneaky, respectivamente. Enquanto isso, a Team Liquid escolheu uma composição mais clássica, com Kai’sa e Ryze como fontes de dano e Sion, Olaf e Morgana para facilitar a vida dos carregadores.

Apesar de conquistar o First Blood para Sneaky, a C9 não conseguiu crescer no jogo. A TL devolveu dois abates rapidamente e garantiram o Dragão Infernal e o Arauto. Além disso, Impact dominou a rota do topo e não deu espaço para Licorice chegar no pico de poder com seu Gangplank.

A Cloud9 conseguiu voltar para o jogo e conquistou uma pequena vantagem na contagem de ouro depois da marca dos 20 minutos, graças a alguns abates avulsos e à destruição de duas torres da TL. Porém, assim que os times se agruparam para lutar, a Team Liquid se mostrou superior, conquistou três abates e o Barão. O jogo terminou depois de 36 minutos com mais uma boa luta dos campeões do Spring Split, dando um jogo de vantagem à Liquid na melhor de cinco.

Estatísticas do primeiro jogo.
Doublelift e Olleh lideraram a Team Liquid na primeira vitória do dia.

JOGO 2 – Pobelter brilha e Doublelift mostra seu talento

Ambos os times acharam que, se existiram problemas no primeiro jogo, foram por causa da execução, não da estratégia. Portanto, a Cloud9 fez as substituições que marcaram a semifinal contra a TSM: Svenskeren e Goldenglue no lugar de Blaber e Jensen. Porém, as composições do segundo episódio da final da LCS norte americana foram semelhantes às do primeiro. Sneaky manteve a escolha de Twitch e Goldenglue repetiu o Malzahar de Jensen. Do lado da Team Liquid, Kai’sa e Morgana também foram mantidas, mas Ornn, Sejuani e Irelia foram as novas escolhas.

Conquistando grandes vantagens e abrindo mão de pouco logo no começo da partida, a Team Liquid dominou o segundo jogo. Pobelter “solou” Goldenglue logo no início, e superioridades no Top, Bot e na Jungle não demoraram a aparecer.

Mesmo com um maravilhoso “insec” de Svenskeren que acabou em um abate em Doublelift e segurou a partida por alguns minutos, a Cloud9 não pôde fazer nada. A Team Liquid avançou como uma avalanche, e a C9 cedeu. Em 32 minutos, os defensores do título fecharam a partida e alcançaram uma vantagem de 2 a 0 na final.

Estatísticas da segunda partida
Pobelter e Doublelift absolutamente destruíram a Cloud9 na segunda partida.

JOGO 3 – Team Liquid estabelece seu monopólio sobre a NA LCS

Perdendo por 2 a 0 numa melhor de cinco, a Cloud9 precisava reinventar sua abordagem para o terceiro jogo. Com isso, Sneaky resolveu abrir mão de seu Twitch pelo Ezreal, mas Zeyzal insistiu em jogar com o Braum que não deu certo nas duas primeiras partidas, e Jensen voltou a jogar no Mid, no lugar de Goldenglue. Já a Team Liquid surpreendeu com Ashe e Thresh como primeiras escolhas e voltou a optar pelo Ryze.

O plano de jogo era claro para a Team Liquid: controlar o jogo até o ponto em que Ryze e Ashe pudessem derreter a linha de frente adversária. Dominando as rotações graças a Xmithie, a equipe conseguiu executar sua estratégia e manteve a Cassiopeia de Jensen longe de seu pico de poder.

Escolhendo boas lutas e executando com precisão, a Team Liquid aproveitou os pontos fortes de sua composição e começou a criar vantagens ainda maiores a partir dos 30 minutos de partida. Pelos últimos 10 minutos do torneio, a Cloud9 foi forçada a assistir enquanto a TL saboreava a vitória iminente. Depois de 40 minutos do terceiro confronto, a Team Liquid se sagrou campeã do Summer Split da NA LCS, garantindo sua vaga como primeiro seed norte americano para o Mundial.

Estatísticas da terceira partida que decidiu o título da Team Liquid
Doublelift brilhou na partida decisiva e levou sua equipe ao título.

O RESULTADO

A Team Liquid venceu ambas etapas da LCS norte americana em 2018. Na primeira, venceu a final em três jogos disputados contra a 100 Thieves. Na segunda, atropelou a C9 na final em três jogos dominantes. Com isso, a expectativa é que a Team Liquid tenha melhorado a ponto de superar sua atuação no MSI, quando chegar ao Mundial na Coréia. Doublelift, MVP do Summer Split, tem se mostrado cada vez mais uma estrela em ascensão. Portanto, todos estarão de olho em suas performances no maior torneio de League of Legends do mundo. Até lá, a Team Liquid tem que se preocupar apenas em manter seu elenco concentrado e em forma. Assim como os vencedores da LCS europeia Fnatic, a Team Liquid carrega as esperanças dos fãs de League of Legends do ocidente de boas atuações na Coréia.

Doublelift, MVP e campeão.
Campeão e MVP da LCS, Doublelift conquistou a América do Norte e agora quer conquistar o mundo do League of Legends.

Já a Cloud9 dependia da vitória na final para garantir sua classificação para o Mundial. Com a derrota, vai ter que enfrentar Clutch Gaming, TSM e Echo Fox nas finais regionais para buscar a última vaga. Além disso, o fracasso em mostrar competitividade na final levanta perguntas: Será Zeyzal a melhor opção para suporte? Com as constantes substituições na fase eliminatória e os resultados inconsistentes, qual é a melhor Cloud9 e até onde podem chegar? Nas finais regionais, a equipe vai ter a oportunidade de explorar respostas para estas questões.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *