Tudo o que você precisa saber sobre o Rift Rivals NA vs EU

Tudo o que você precisa saber sobre o Rift Rivals NA vs EU

O Rift Rivals NA vs EU 2018 começa em algumas horas. Para você que quer assistir as melhores equipes do Ocidente se enfrentarem, aqui vai um rápido guia sobre o meta, as equipes e as táticas que esperamos ver no torneio.

A ESTRATÉGIA

As últimas atualizações permitiram aos times testarem e utilizarem planos de jogo que antes eram muito incomuns, especialmente no cenário competitivo. O destaque vai para a tática de afunilamento, na qual uma equipe escolhe um campeão com excelente late game e disponibiliza o farm de uma lane e também da jungle para o jogador controlando o campeão, acelerando o ganho de ouro e adiantando a chegada do power spike em até 10 minutos. Ainda assim, táticas mais convencionais ainda tem espaço nas LCS: atiradores e suportes padrão, como Xayah e Rakan, ainda aparecem na bot lane, ainda que alguns prefiram magos como Swain ou lutadores como Yasuo.

O META

O Rift Rivals NA vs EU será jogado no patch 8.13 pós atualizações intermediárias, o que significa que os Atiradores terão mais impacto do que no 8.11 ou 8.12. Porém, isso não quer dizer que não poderemos ver Lutadores e Magos como carregadores da bot lane.
As prioridades de pick dependerão do estilo de jogo escolhido pela equipe. Kai’sa, Kayle e outros hyper-carrys serão essenciais para equipes que decidirem utilizar a estratégia de afunilamento, enquanto Swain, Morgana e Lulu devem aparecer nos times que gostam de lutas 5 contra 5. Os atiradores que devem marcar presença, além da Kai’sa, são Lucian, Varus e Caitlyn. Xayah também pode surgir, mas aparenta ser uma escolha dependente da disponibilidade de Rakan nas LCS atualmente. As escolhas para a top lane são difíceis de prever, já que os 3 campeões que estavam dominando a função sofreram mudanças: Dr. Mundo e Ornn foram nerfados e Aatrox ganhou um rework. Na selva, caso o time não opte pelo afunilamento de recursos, Graves e Trundle devem ser as escolhas primárias.

AS EQUIPES

EU LCS

A Fnatic é a atual campeã da Europa, mas como a maioria dos times, sofreu com os metas novos. O segredo para a FNC pode ser afunilar recursos para o mid laner Caps, mas a possível volta dos atiradores pode significar que Rekkles volte a ser a primeira opção de carry.

Fnatic e G2 suspendem sua batalha pela supremacia na EU LCS para enfrentarem os norte americanos no Rift Rivals

Invicta até agora no Summer Split, a G2 está muito bem na EU LCS e se adaptou com facilidade às atualizações 8.11 e 8.12. Muito do seu sucesso atual se deve à tática de afunilamento para o mid laner Perkz, na qual a equipe deve apostar para o Rift Rivals, apesar de ter mostrado que também joga bem com outras estratégias.

A Splyce ficou perdidinha no estranho meta sem atiradores, mas venceu as 2 últimas partidas e vem otimista para o torneio. Na pior das hipóteses, participar no RR no mínimo dará rumo à equipe para que retornem à boa forma na EU LCS.

NA LCS

A atual campeã da América do Norte Team Liquid tem jogado um League of Legends mais convencional, com atiradores na mão de Doublelift no bot e sem usar o plano de afunilamento. Com o buff dos atiradores, a TL pode brilhar no Rift Rivals.

100 Thieves e Team Liquid se enfrentaram na final da primeira etapa da NA LCS 2018 (Divulgação / Riot Games)

A 100 Thieves vive um momento estranho. Mudanças recentes no elenco podem comprometer o entrosamento da equipe no torneio, a não ser que a exímia liderança do capitão e shotcaller aphromoo possa compensar as perdas.

Assim como a TL e a 100T, a Echo Fox ganhou 4 das 6 partidas disputadas até agora no Summer Split, mas o time parece ter mais facilidade de se adaptar à mudanças no meta do que seus compatriotas. Com o meta da top lane aberto a novas possibilidades, Huni pode brilhar, se encontrar os campeões ideais para jogar na top lane do 8.13.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *