Vale a pena ver o VOD – Fase de Entrada do Mundial

Vale a pena ver o VOD – Fase de Entrada do Mundial

A fase de entrada do Mundial de League of Legends 2018 ficou marcada pela presença de grandes equipes que antes teriam suas vagas garantidas no evento principal. Também vão ficar na memória o desempenho desbotado dos representantes brasileiros e os momentos em que times de regiões menores mostraram que, mesmo sem chegar à fase de grupos do torneio, são adversários respeitáveis.

Com isso, sobraram jogos emocionantes e jogadas marcantes. Mas pelos horários inoportunos e ausência da KaBuM, você pode ter perdido algumas dessas partidas intrigantes. Portanto, aqui vão dois espetáculos dos playoffs da fase de entrada que valem a pena ver o VOD:

CLOUD9 vs. GAMBIT – Jogo 2

Este já começa interessante na seleção de campeões. Do lado azul do mapa, a Gambit colocou a Anivia nas mãos de Kira e Poppy apareceu na selva. Já a Cloud9 escolheu Akali, mas ao invés de Jensen, foi o top laner Licorice quem a utilizou.

O começo de jogo fraco da Anivia fez com que a rota do meio parecesse desastrosa para a Gambit durantes os primeiros 10 minutos. Porém, na rota inferior, a equipe europeia pressionava e dominava seus adversários. Enquanto Jensen punia Kira, Lodik criava uma vantagem ainda maior em relação a Sneaky.

Com as vantagens se espalhando da rota inferior para o resto do mapa, a Gambit estabilizou o comando sobre o jogo. Controlando objetivos e abusando do combo da parede de Anivia com o atordoamento de Poppy, Kira e companhia foram avançando no mapa. Ainda assim, a Cloud9 lutou até o final, conquistando até mesmo um Barão, numa jogada de admirável coordenação e execução.

Confira o que mais aconteceu na bela vitória da Gambit (com narração em inglês aqui):

GREX vs. SUPERMASSIVE – Jogo 1

Quem é que não gosta gosta de assistir a uma brilhante virada? A série entre o terceiro seed da LMS e os campeões da Turquia tinha um favorito claro. A GRex, dominante na fase de grupos e vinda de uma liga muito mais competitiva que a dos turcos, era a aposta de todos para passar à fase principal do Mundial.

O início da primeira partida da melhor de cinco parecia confirmar o favoritismo. Conquistando os dois primeiros abates da série, a GRex buscava controlar os adversários logo cedo. Até os 17 minutos, tudo indicava que conseguiriam, mas foi aí que a Supermassive partiu para cima e começou a impor seu ritmo de jogo.

Até o momento em que os turcos começaram a mostrar sua força, a GRex exibiu sua capacidade de controlar a partida e explorar a impaciência do oponente. Porém, a explosão de atitude da Supermassive resultou em mais de um abate por minuto entre a marca de 17 minutos de partida e a destruição do Nexus.

Assista a esta fenomenal reação dos turcos, com direito a um Quadra Kill e um Penta Kill de seu Atirador (com narração em inglês aqui):

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *