Welcome to the Jungle: Os Reis do MSI 2017

Welcome to the Jungle: Os Reis do MSI 2017

Uma coisa não se pode negar sobre o MSI 2017: o impacto dos caçadores.

Diferente de muitas competições ao redor do globo, onde o nível do caçador adversário serve como termômetro para medir a dificuldade do jogo, o MSI 2017 agraciou o público brasileiro com um leque espetacular e surpreendente de caçadores. O nível imposto pelos jogadores da função ajudou a definir boa parte da competição até o momento, alterando o destino dos jogos, séries e até classificação.

Ainda no segundo dia de Fase de Entrada, o MSI nos apresentou Levi, caçador vietnamita da Gigabyte Adonis Marines. Seu impacto na primeira fase da competição foi tamanha que, além de garantir uma passagem quase invicta pelos dois primeiros dias de jogos da equipe, a atuação do caçador ajudou os representantes da GPL a tirar dois jogos da TSM, quase vencer a série melhor de 5 contra a equipe norte-americana e, dias depois, garantir a ida para a Fase de Grupos do Rio de Janeiro. Essa foi a primeira demonstração do impacto da posição na primeira competição internacional oficial do ano.

Levi (Divulgação/Riot Games)

Levi é um grato exemplo e uma demonstração do estilo de jogo dos caçadores da competição. Caracterizados pela agressividade desde o early game, alta qualidade mecânica e colossal impacto no jogo, os caçadores do torneio seguem a mesma fórmula do sucesso. A chegada da Fase de Grupos no Rio de Janeiro é a prova disso.

Na Cidade Maravilhosa, onde os melhores de cada região se encontraram, os grandes nomes de cada equipe eram apontados previamente aos jogos e a posição era a que sempre se destacava. Algumas equipes, como SKT e WE, contavam com outros nomes de peso nas prévias, porém, o nome do caçador da equipe sempre era citado explicitando seu potencial de impacto no jogo.

A pequena equipe que embalou a Fase de Entrada, a Gigabyte Adonis Marines, chegou à Fase de Grupos contando com o impacto de seu caçador Levi para buscar um lugar no top 4, enquanto que a gigante tricampeã mundial SK Telecom T1 tinha Peanut como uma das grandes forças da equipe. Já os Korean Slayers da Flash Wolves vinham de Taiwan com um dos melhores junglers do mundo, Karsa, e, por fim, os chineses da Team World Elite haviam apresentado à toda China e mundo seu caçador Condi.

Condi (Divulgação/Riot Games)

Apesar de virem de regiões bem diferentes, com metas diferentes, estilos de jogo diferentes e, principalmente, níveis diferentes, os caçadores asiáticos se mostravam muito semelhantes. Todos seguiam a mesma fórmula supracitada: agressividade, alta qualidade mecânica e grande impacto no jogo. Outro fator importante para o sucesso dos caçadores é que o estilo de jogo atual. Apoiados pelo meta, os jogadores conseguem explorar pontos como agressividade precoce e bom scale com vantagem adquirida no earlygame, devido às escolhas mais fortes do patch. Campeões como Graves, Kha’Zix e Lee Sin ilustram perfeitamente a maneira como os caçadores desse MSI jogam.

No decorrer dos dias da Fase de Grupos, o impacto dos caçadores ficou cada vez mais claro. Peanut dizimou adversários, chegando a garantir mais de 10 abates em menos de 15 minutos em uma das partidas. O caçador sul-coreano demonstrou o motivo de muitos o considerarem o melhor caçador da atualidade e, em todas as vitórias da SKT, se destacou brilhando mais que seus companheiros de equipe.

Peanut (Divulgação/Riot Games)

Levi e Condi auxiliaram suas respectivas equipes a vencer jogos que os mantiveram vivos na tabela, o primeiro garantiu a vantagem da equipe em partidas contra G2 e WE, distribuindo-a para seus companheiros de equipe e os guiando para a vitória, já Condi conseguiu levar a Team World Elite a segunda colocação do grupo no quarto dia de competição.

Uma das melhores atuações de caçadores nesse MSI veio de Karsa. O jogador da Flash Wolves conseguiu levar seu time à vitória contra a então invicta SK Telecom T1. O nível de jogo imposto por Karsa, mesmo tendo um começo de partida atrapalhado e se colocando em desvantagem por erros em execução dos campos da jungle, foi tão alto que os atuais campeões mundiais não tiveram a mínima chance de esboçar uma reação. O caçador taiwanês e seu Lee Sin destruíram as tentativas de luta e organização da SKT, garantindo uma vitória imponente sobre os sul-coreanos.

Karsa (Divulgação/Riot Games)

Com a chegada do último dia de Fase de Grupos, a expectativa sobre esses jogadores aumenta. É esperada grande atuação de cada um desses quatro caçadores, colocando-os como a peça chave para a definição das quatro equipes que irão disputar as semifinais do MSI 2017.

Será que cada um deles consegue levar sua equipe para os playoffs?

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *